top of page

O dia 16 de novembro é o Dia Nacional de Atenção à Dislexia, uma data

importante para conscientizar a sociedade sobre esse transtorno de aprendizagem que afeta cerca de 5% da população mundial.

O desempenho escolar é um motivo de atenção para crianças e adolescentes, assim como para seus familiares. As expectativas em torno do estudante são muitas, como aprender todo o conteúdo programado, tirar boas notas e passar no ENEM para ingressar no curso que proporcione sucesso profissional e independência financeira.


No entanto, quando surgem dificuldades no processo de aprendizagem da leitura e da escrita, marcadas por trocas, omissões, junções e aglutinações de letras; confusão entre letras como em mão por não, faca por vaca, pobre por popre, omissão de letras e/ou sílabas, guera por guerra; adição de letras, união de uma ou mais palavras e divisão inadequada de vocábulos, etc., o sonho de sucesso escolar pode começar a parecer difícil de se realizar.


As explicações para essas dificuldades são variadas e ainda não há um consenso científico sobre o assunto.


Uma explicação é que a dislexia é uma patologia ligada ao funcionamento neurobiológico e/ou neuropsicológico. Nesse caso, o desenvolvimento do aluno é visto como uma consequência de sua própria condição, o que pode levar a sentimentos de culpa e fracasso.


Outra explicação é que a dislexia é uma dificuldade de adaptação ao processo de alfabetização que lhe é apresentado. Nesse caso, a responsabilidade recairia sobre a escola e a família, que não estariam fornecendo o suporte necessário ao aluno.


Independentemente da explicação, é importante vermos o sujeito e não suas dificuldades. Através do trabalho interdisciplinar, entre fonoaudiólogos, médicos, neuropsicopedagogos, psicólogos, escola e família, podemos ajudar o estudante a vencer suas dificuldades e realizar seus sonhos.


Para marcar uma consulta ou para mais informações, entre em contato conosco através dos nossos canais de atendimento. Ligue para (21) 2109-2626 ou envie uma mensagem para o nosso Wapp (21) 96726-4012. Desenvolvido por Valeria Abib (@fonovaleriaabib), Fonoaudióloga da AFR.

0 comentário

Comments


bottom of page